foto do café da manhã no smartphone

O que é Marketing Sensorial e como aplicá-lo no seu negócio

O marketing sensorial pode ser a estratégia ideal para ajudá-lo a conectar sua marca com as emoções do consumidor. Trata-se de uma boa possibilidade de se diferenciar no mercado e promover uma experiência mais completa ao seu cliente. Como consequência, também é uma boa pedida para potencializar as vendas.

Hoje, existem dezenas de teorias sobre a melhor forma de atrair os clientes. Contar uma história, usar imagens, explorar conteúdos interativos, entre muitas outras. Mas… e se a resposta fosse muito mais simples? E se a resposta fosse simplesmente apelar para algumas coisas tão fundamentais e essenciais quanto possível: os cinco sentidos?

É exatamente isso que o marketing sensorial busca explorar. Confira neste artigo como funciona essa estratégia e como você pode aplicá-la no seu negócio.

O que é marketing sensorial?

O marketing sensorial é o conjunto de técnicas usadas para alcançar os sentidos do cliente. O seu objetivo é influenciar o comportamento do consumidor com base nos sentimento despertados pelas ações da sua marca.

Como sabemos, os cinco sentidos são visão, audição, paladar, tato e olfato. O marketing sensorial é simplesmente o processo de conquistar a confiança e a atenção de um cliente, apelando para cada um desses cinco sentidos.

Por que o marketing sensorial funciona?

carro em estrada iluminada

Você se lembra da última vez que comprou um carro novo? Por que você escolheu um modelo e marca específicos em vez de outro?

Foi a potência do motor, os seus opcionais ou talvez até o sistema de entretenimento? Foi o design, a cor ou o preço?

Para a maior parte das pessoas, a decisão é tomada com base em uma combinação de todas as opções acima. Mas você sabia que sua decisão de compra provavelmente foi influenciada por sugestões subconscientes incorporadas no carro?

Por anos, os fabricantes de automóveis estudam não apenas como construir os melhores carros pelos preços certos, mas também como comercializar esses veículos para que mais pessoas os comprem. E é exatamente como eles fazem isso que pode surpreendê-lo(a).

Aquele cheiro de carro novo? O barulho satisfatório quando a porta do carro se fecha? A sensação macia dos assentos? Nada disso é coincidência. Todas elas são características cuidadosamente calibradas destinadas a inspirar sentimentos de emoção, segurança e luxo – e convencê-lo a comprar o veículo.

É justamente por exemplos como esse que o marketing sensorial funciona. O intuito da estratégia é fornecer uma experiência completa. Por esse motivo, destaca-se como uma maneira interativa de atrair a atenção do público, induzindo uma decisão de compra.

O uso dos cinco sentidos no marketing

Para aplicar o marketing sensorial, é necessário explorar todos os cinco sentidos. Veja como isso é colocado em prática:

1. Visão

Até hoje, a variável mais importante usada pelas marcas para gerar reconhecimento e desenvolver uma identidade no mercado é o sentido de visão. Podemos apreciar logotipos, cores corporativas, caracteres e outras ferramentas gráficas com as quais se pode identificar um produto específico.

É raro uma pessoa que não reconhece a logo da Apple, os arcos dourados do McDonald’s, a onda branca sobre o fundo vermelho da Coca-Cola. E essa lista continua. Até agora, esses elementos são o epicentro de toda estratégia de negócios na maioria das empresas.

Porém, além do logotipo, ainda é possível explorar vários outros estímulos visuais. Uma marca que comercializa carros off road pode usar imagens de trilhas, montanhas e outras paisagens radicais, por exemplo. Trata-se de uma visão que estimula o seu público-alvo a buscar por aventuras.

2. Audição

As empresas percebem que os objetos visuais não são suficientes para influenciar as decisões de compra do consumidor e decidem fornecer novos recursos a seus produtos e marcas. Por isso, existem vários sons explorados no marketing: jingles, músicas em comerciais, notificações características, entre outras.

Um bom exemplo disso é uma marca de refrigerante que usa o barulho de uma lata sendo aberta. Esse é um som muito característico que gera uma reação inconsciente imediata nos ouvintes.

3. Tato

Apesar de ser menos comum em peças publicitárias, o tato exerce um papel fundamental no desenvolvimento de produtos mais atrativos para o público. Capas de livros texturizadas, formas mais adaptadas às nossas mãos em embalagens, tecidos macios e dispositivos móveis que funcionam com uma tecnologia touch são ótimos exemplos disso.

4. Paladar

Nada como um sabor agradável e muito distinto. Especialmente para marcas de alimentos e bebidas, esse é um sentido fundamental para gerar mais vendas. Além disso, ainda existem medicamentos com um sabor agradável para as crianças e creme dental com sabor chiclete.

No entanto, o envolvimento do senso de paladar nas estratégias de negócios saiu de seu habitat para dar seus primeiros passos em áreas inesperadas: lápis e outros materiais de escritório (para quem gosta de morder incessantemente), além de brinquedos e roupas com sabor para crianças.

5. Olfato

Você já notou como é comum o cheiro de pão no setor de panificação dos supermercados? Ou então o cheiro característico de um carro novo? E quem sabe o cheiro de um livro aberto pela primeira vez? O olfato desperta memórias e cria sensações únicas. E isso também pode ser explorado no marketing sensorial.

Como aplicar o marketing sensorial?

clique em smartphone com fundo colorido

Mas, então, como você pode aplicar o marketing sensorial no seu negócio? Aqui estão algumas ideias que podem ajudá-lo:

Seja emocional com o público

As emoções estão cada vez mais presentes no marketing. Se você quer que seus clientes acreditem em sua marca, comece fazendo um apelo emocional.

Pense da seguinte maneira: quanto mais profundamente você se conectar emocionalmente com seus leitores, maior a probabilidade de eles se lembrarem da sua marca. Por sua vez, isso também lhe dará a oportunidade de apelar para os outros sentidos.

Jogue com o sentido do olfato

Explorar o olfato pode ser mais simples do que parece. Duas opções inteligentes incluem colocar anúncios perfumados nas revistas ou usar uma fragrância de marca registrada em suas lojas.

O cheiro é um sentido poderoso. Apenas explorando cheiros agradáveis você pode melhorar o humor do consumidor e ainda criar uma identidade para a sua marca – despertando uma memória afetiva.

Não se esqueça do som

O som assume muitas formas na publicidade. Pode ser um simples jingle ou um slogan que você não consegue tirar da cabeça, ou ainda uma playlist no Spotify com músicas que representam a personalidade do seu negócio. Hoje, a publicidade sensorial exige que todas as marcas encontrem uma maneira de usar o som em seus esforços de branding.

Valorize o toque

Sempre existe uma maneira de sua marca tirar proveito da textura. Isso pode significar o uso de cartões de alta qualidade para seus anúncios por correio ou a superação para garantir que seus produtos sejam mais confortáveis na mão de um cliente, explorando a textura ou mesmo a embalagem.

Explore a beleza

A visão é, obviamente, um dos sentidos mais poderosos do mundo da publicidade. Felizmente, também é fácil aproveitar ao máximo. Para aumentar o valor da visão, verifique se o site da empresa é bonito e atraente para os clientes ou contrate um profissional para projetar suas mídias sociais e/ou peças publicitárias.

Além disso, a cor é um grande componente da visão. Marcas como Coca-Cola e McDonalds descobriram maneiras de usar a cor para promover o reconhecimento da marca por seus produtos.

Você já conhecia o poder do marketing sensorial? Inscreva-se na newsletter da MakeIt para continuar acompanhando conteúdos como este.