Mídia paga

Mídia paga: conheça 4 estratégias para sua instituição de ensino

A internet trouxe novas e variadas alternativas de divulgação para as empresas, seja por meio orgânico (não pago) ou por mídia paga. 

Por conta dessa variedade, é importante alinhar sua estratégia para que todas as suas ações sejam sinérgicas e tenham consistência para serem, de fato, efetivas.

Neste mix, os anúncios de mídia paga, se bem coordenados, podem ser de grande ajuda para apresentar a sua IE a um público segmentado e que tenha interesse em suas soluções educacionais. Ainda, isso permite que se tenha um investimento personalizado, de acordo com o orçamento disponível.

No artigo de hoje, falaremos mais sobre mídia paga e seus maiores diferenciais. Entenda como utilizar essa alternativa para aumentar a autoridade de sua instituição de ensino nos canais digitais e otimizar suas campanhas de matrículas. Acompanhe a seguir.

O que é mídia paga?

O que é mídia paga

Quando se veicula um anúncio da IE condicionado a um pagamento, a divulgação é feita por mídia paga. 

De modo geral, o objetivo da mídia paga na internet é semelhante ao dos anúncios em meios tradicionais – como jornal, outdoor ou revista. No entanto, existem vantagens particulares que os serviços de mídia paga na internet oferecem.

Um dos maiores diferenciais da mídia paga digital está na segmentação, como mencionamos. É possível mapear e direcionar o público a ser impactado pelo seu anúncio de maneira única, selecionando áreas geográficas, interesses pessoais, idade, gênero, entre outros filtros. E esse poder de segmentação é acompanhado de custos que podem ser mais enxutos e acessíveis, permitindo um controle total do investimento feito. 

No Marketing Digital, a mídia paga inclui anúncios de pagamento por clique (PPC – Pay-Per-Click), anúncios pagos de mídia social e marketing de mecanismo de busca (SEM – Search Engine Marketing).

4 boas práticas para fazer mídia paga para sua instituição de ensino 

Boas práticas de mídia paga

Apenas fazer um anúncio, de forma descontextualizada e desconectada da sua estratégia, irá limitar o potencial de retorno do seu investimento.

Extraia os melhores benefícios dessa alternativa gerenciando-a de forma estratégica, por meio de boas práticas como:

1. Integre ações de mídia paga a estratégias de conversão

Anúncios de mídia paga ganham maior poder quando conectados às demais estratégias de conversão.

É possível, por exemplo, programar a divulgação de determinado anúncio para potenciais alunos convertidos em uma página de matrícula.

2. Tenha domínio dos formatos mais promissores para a captação de alunos

Entender as particularidades dos diferentes formatos de mídia paga é a chave para ampliar sua rede de captação de novos alunos.

A seguir, conheça alguns exemplos que podem ser utilizados em sua estratégia e suas respectivas vantagens.

Google Ads

Referem-se a anúncios de links patrocinados via palavras-chave nos resultados de pesquisa do Google.

No Google Ads, é possível, também, criar campanhas no formato de banners em sites relevantes (formato display), remarketing (anúncios para pessoas que já visitaram seu site) e vídeo (anúncios de pré-visualização no YouTube).

Este é o canal ideal para complementar campanhas orgânicas, permitindo que potenciais alunos encontrem seu site nas buscas feitas por eles.

Facebook Ads

No Facebook Ads é possível criar anúncios de mídia paga que são exibidos na linha do tempo dos usuários (no formato de imagens, vídeos e stories) nesta rede social.

E, justamente por ser uma plataforma de grande alcance, este pode ser um bom canal para captação de novos alunos e divulgação de eventos da sua IE. Demograficamente, vem se consolidando entre um perfil de público mais adulto.

Instagram Ads

Anúncios de imagem ou vídeo entre publicações e stories podem ser utilizados para divulgação por meio do Instagram Ads.

Esta é uma rede social de grande apelo visual e que apresenta maior desempenho entre o público mais jovem. Ela é indicada para campanhas de captação de alunos, posicionamento de mercado, entre outras.

3. Otimize a segmentação de seus anúncios de mídia paga

Investir em mídia paga é uma ótima forma de ter uma melhor visão de seu público ideal. Para que as campanhas sejam efetivas, é essencial utilizar as informações geradas por seus resultados e otimizar sua segmentação inicial.

Serviços como o Google Ads e o Facebook Ads, por exemplo, permitem a criação de campanhas segmentadas por parâmetros distintos.

É possível, por exemplo, focar em uma oferta exclusiva para uma determinada região geográfica. Ou, ainda, segmentar públicos a partir de interesses relacionados ao curso de maior destaque de sua campanha (uma campanha de cursos da área de programação focada em pessoas interessadas em sites de tecnologia, por exemplo).

4. Monitore o tráfego e otimize o alcance da sua mídia paga

É possível identificar e rastrear o comportamento de seu público, otimizando suas ações de mídia paga. Ferramentas como o pixel de conversão, do Google Analytics, permitem monitorar cliques em links de seu site (como uma página de agendar visitas ou botão de contato via WhatsApp, por exemplo). Isso possibilita direcionar ao seu público-alvo anúncios relevantes a partir do monitoramento do tráfego de seu site.

Outras formas de monitoramento, como cookies e Web Beacons, permitem que seu site possa gerar informações úteis sobre o comportamento de seu público. Com esse controle, é possível comunicar-se de forma mais eficiente com potenciais alunos, evitando cliques e acessos menos relevantes para a sua estratégia.

Para se aprofundar neste tema, confira nossas dicas de como fazer a mensuração de dados em Marketing Digital.