Entenda como manter o aluno engajado

Ensino EaD: como manter os alunos engajados

O ensino a distância é um dos assuntos do momento. Um número considerável de instituições que nem sequer pensavam em ofertar seus serviços por essa modalidade, agora precisam se reinventar para oferecer o EAD e dar continuidade às atividades iniciadas antes da pandemia.

Grande parte desse desafio se resume a engajar os alunos. Afinal, muitos deles não estavam preparados para a dinâmica das aulas a distância, e só agora estão conhecendo essa nova forma de ensino e aprendizagem.

Para gestores e professores encarregados de dar encaminhamento à proposta pedagógica, resta conhecer as melhores práticas recomendadas por quem é referência no mercado de educação. Neste artigo, trouxemos algumas delas para que você possa adotar na sua instituição de ensino. Confira!

Promova aulas ao vivo

A dinâmica das aulas ao vivo, as famosas lives, costumam ser mais interessantes que aquelas gravadas, já que existe a possibilidade de interação entre professores e alunos. Por meio dos chats e intervenções por áudio, o estudante pode fazer uma pergunta, uma colocação, expressar sua opinião, enfim, a comunicação é mais parecida com a da sala de aula.

Valorize a interação de todos

Valorize a interação de todos durante as aulas

Como já mencionamos, as interações cumprem papel importante no engajamento dos alunos. E, mais que promover aulas ao vivo, é importante monitorar e incentivar a participação de todos. Pensando nisso, vale seguir algumas dicas, como:

  • faça perguntas para que diferentes alunos respondam;
  • chame todos pelo nome, pelo menos em algum momento;
  • demonstre empatia, perguntando a todos, esporadicamente, como eles têm passado por esse período atípico;
  • permita, pontualmente, que os alunos interajam entre si e
  • monitore a situação de alunos que apresentam baixo desempenho na modalidade EAD.

Explore filmes e séries nas atividades

Os filmes e séries contextualizados às atividades de aulas a distância são um belo recurso para engajar os alunos. Por meio dessas produções é possível apresentar, de forma menos convencional, um conceito, uma passagem histórica, o funcionamento de um mecanismo qualquer, entre muitas outras possibilidades.

Realize tours virtuais durante algumas aulas

Seguindo a mesma linha dos filmes e séries, uma tour virtual cumpre função parecida. Inclusive, em tempos de isolamento social, essa é uma forma de viajar sem sair de casa.

Grandes museus de todo o mundo disponibilizam esse serviço, de modo que é possível passear pelos acervos, identificando, em formato 3D, minúcias de quadros, esculturas, fósseis, entre outras peças.

Conheça alguns museus famosos que disponibilizam esse serviço:

Realize dinâmicas de gamificação

Os videogames fazem parte da vida da grande maioria dos jovens, a ponto de causar certa preocupação nas famílias em função do tempo excessivo em que os filhos passam em frente aos aparelhos. Mas, para além da diversão, a proposta dos jogos tem seu valor educativo.

Tanto é que, nos últimos anos, as escolas têm notado os benefícios de inserir alguns conceitos de aplicações de jogos em sala de aula, aliados ao ensino. No âmbito da gamificação, nome pelo qual esse processo é chamado, é possível:

  • desenvolver a capacidade de concentração dos alunos;
  • aumentar o engajamento com conteúdos de diferentes disciplinas;
  • despertar a criatividade dos estudantes;
  • treinar o raciocínio rápido para resolução de problemas, fazendo com que crianças e jovens lidem bem com o senso de urgência;
  • fomentar um ambiente de competição entre os alunos, de modo que eles estabeleçam trocas entre si. Isso, claro, desde que seja de uma forma saudável.

Depois de conferir o artigo de hoje, que tal continuar se inteirando sobre o universo do ensino a distância e acompanhar mais este conteúdo em que apresentamos “4 dicas para definir personas no Ead“?