Por que toda empresa deveria ter um blog?

Natália Araujo

xícara e computador

O Inbound Marketing utiliza-se de inúmeros canais para se comunicar com a audiência, mas, sem dúvidas, o mais importante deles é o blog. Não seria exagero dizer que toda empresa deveria ter um blog – e não apenas ter como, é claro, mantê-lo ativo e concentrar esforços em aproveitar esse canal ao máximo. Na prática, porém, vemos muitas empresas que ainda não priorizam o blog em suas atividades. 

Nesse post, você vai entender porque toda empresa deveria ter um blog e, ainda, poderá conferir os passos básicos para criar um. Vamos começar!

Motivos para ter um blog

1. É um bom canal para estabelecer autoridade

Cada post que você publica no blog da sua empresa é uma oportunidade para demonstrar seu conhecimento sobre o assunto do qual está falando. Dessa maneira, você se estabelece como uma autoridade no seu segmento de atuação.

Isso é positivo porque, quando as pessoas compram, elas preferem comprar de empresas nas quais elas confiam, e a autoridade aumenta essa confiança. Como o conteúdo no blog tende a ser mais extenso, você tem a oportunidade de demonstrar toda a profundidade do seu conhecimento. Comparado a uma rede social, por exemplo, o blog é bem mais propício para estabelecer autoridade.

2. Abre a porta para o funil de marketing

Nem todos que chegam no site da sua empresa estão prontos para comprar; muitos nem têm o perfil certo para comprar seu produtos. No entanto, isso não significa que você deve deixar os visitantes irem embora se eles não comprarem imediatamente. A solução é colocar todos eles em seu funil de marketing, onde alguns serão convertidos em leads e, desses leads, alguns serão convertidos em clientes

O blog é uma excelente porta de entrada para o funil de marketing. Se você publica um bom conteúdo no seu blog, os leitores terão interesse em ler mais sobre o que você escreve; então, eles vão se inscrever na sua lista de e-mail marketing, que é onde o relacionamento se desenvolve e a conversão acontece.

wordpress

3. É um espaço para interação

Interagir com sua audiência é muito importante, pois o que eles dizem pode ser usado para realinhar sua estratégia de marketing digital ou, até mesmo, repensar questões mais amplas do seu negócio, como o posicionamento de mercado ou os produtos que oferece. O blog, então, é um canal importante porque oferece um espaço para essa interação, por meio dos comentários.

Aliás, a quantidade de comentários é uma métrica importante para avaliar o sucesso de um blog. Se você tem uma grande audiência, mas raramente recebe comentários, é um sinal de que está faltando um “tempero” nos posts. Esse “tempero” é a personalidade da sua empresa, que pode até gerar algumas polêmicas; e isso é justamente o que estimula os leitores a se engajarem, manifestando a própria opinião.

Como criar um blog

Não é preciso ser programador ou designer para criar um blog para sua empresa – embora contar com esses profissionais, naturalmente, ajude bastante. Porém, se você quiser colocar a mão na massa e criar o próprio blog, aqui estão os passos básicos.

1. Escolha um domínio

Se a sua empresa já tem um domínio – como minhaempresa.com.br –, você pode criar um endereço para o seu blog dentro dele: blog.minhaempresa.com.br, ou minhaempresa.com.br/blog.

Existem empresas que usam um domínio totalmente separado para o blog. É o caso da ]Rock Content, que usa o domínio www.marketingdeconteúdo.com.br para seu blog. 

O que realmente interessa é que o domínio do seu blog deve ser facilmente associado com a sua empresa ou com a área em que você atua. Também é importante escolher um domínio que os usuários vão lembrar facilmente.

O domínio é pago anualmente e o preço varia. Mas, em média, o valor pago anualmente pelo domínio no Brasil fica em torno de R$ 50,00.

2. Contrate a hospedagem

Depois de escolher e registrar o domínio, é preciso contratar um serviço de hospedagem, que oferece o servidor para colocar seu blog no ar, ou melhor, na internet. É preciso tomar cuidado na escolha da hospedagem, pois um serviço de má qualidade pode falhar na hora em que você mais precisa dele.

Imagine que você crie um post viral e receba milhares de acessos e, bem nessa hora, o servidor cai. Esse é um cenário que você pode evitar, investindo em um bom serviço de hospedagem.

O valor da hospedagem também é baixo, mas a variação é maior. Depende das funcionalidades do site, e para um site institucional, a mensalidade média fica entre R$ 7,00 e R$ 40,00. Para e-commerces e sites mais robustos, o valor sobe.

3. Instale o WordPress

Existem outras opções de CMS (Content Management System, ou Sistema de Gerenciamento de Conteúdo), mas o WordPress é certamente a melhor escolha. Ele conta com inúmeros temas e plugins, tanto pagos quanto gratuitos. Dessa maneira, você pode personalizar até os menores detalhes do seu blog.

O primeiro passo é instalar o WordPress. Para isso, a maioria dos serviços de hospedagem conta com um assistente de instalação, que simplifica o processo. Em seguida, você vai criar seu próprio usuário para acessar o Painel de Controle do blog. Finalmente, basta abrir o Painel para instalar o tema e os plugins que você deseja utilizar. 

pessoa digitando

4. Comece a publicar

Agora, toda a base do blog está pronta. O próximo passo é começar a publicar seus posts.

Estabeleça um calendário de publicações e seja generoso na frequência de postagem; dados do HubSpot comprovam que as empresas que publicam 16 posts ou mais por mês obtém 3.5x mais tráfego e 4.5x mais leads do que as empresas que publicam até 4 posts por mês.

Porém, não basta publicar em quantidade para obter resultados com seu blog. É preciso:

  • fazer uma seleção cuidadosa de temas que interessam à sua persona;
  • definir as melhores palavras-chave para garantir volume de acessos;
  • usar boas práticas de SEO para posicionar seu conteúdo nas buscas;
  • produzir conteúdos de alta qualidade, que sejam atuais, relevantes, originais e bem escritos.

Para fechar, cada blog post deve fazer sentido dentro da sua estratégia de marketing e da sua estratégia de negócios. Até mesmo a ordem de publicação dos conteúdos e o CTA utilizado em cada um deles deve levar em consideração o cenário mais amplo, os seus objetivos imediatos e de longo prazo.

Ufa! Esse foi um post com muita informação e, mesmo assim, só arranhamos a superfície do assunto. Ainda temos muito a falar sobre porque e como o blog deve ser utilizado para alavancar os negócios na sua empresa. E você não vai querer perder nenhuma informação, certo? Então, aproveite para se inscrever agora na newsletter da MaKeiT e fique por dentro de todos os nossos conteúdos!