3 mitos sobre redes sociais que sua empresa deve evitar

janeiro 23, 2018 Natália Araujo
Redes sociais: mitos
Imagem: Pexels

Impossível falar de Marketing de Conteúdo e não abordar o assunto “Redes Sociais“. Elas vêm ganhando cada vez mais espaço, e há muitas empresas produzindo conteúdo e fazendo benchmarks – ou seja, reproduzindo comportamentos – através de práticas questionáveis, apenas porque outras estão fazendo.

Nesse sentido, alguns mitos sobre redes sociais foram criados e estão sendo reproduzidos por aí. E você não quer que sua empresa faça parte dessa manada, certo? Esse post tem o objetivo de desmistificar algumas dessas crenças.

1º Mito: Número de seguidores é a principal métrica das mídias sociais

Métrica da vaidade é um conceito da metodologia enxuta que é representado por um resultado atraente que, na verdade, não é tão importante assim. Com as redes sociais, o número de seguidores (e curtidas, e compartilhamentos, e etc…) é a mesma coisa.

Não confunda: esses números são importantes. Eles são um indicativo do nível de comprovação social de uma empresa, de sua influência e outros fatores mais. Entretanto, eles por si sós não representam muita coisa importante.

Reflita: e se nenhum dos seguidores de uma determinada página é capaz de influenciar outras pessoas a efetuarem compras? Será que, então, esse número importa? Duas métricas importantes das redes sociais são:

  • Retorno sobre o investimento – ROI;
  • Geração de leads;

Uma métrica “de verdade” possui um resultado em vendas mensurável ao final ou, pelo menos, um caminho claro até ele.

2º Mito: minha empresa não deve permitir feedback negativo nas redes sociais

Uma das consequências do ambiente digital é que sua empresa não possui controle sobre sua imagem nele. O que você acabou de ler é real. Ao contrário da comunicação tradicional, a internet possui como premissa a comunicação de todos para todos. Ou seja, é o famoso boca à boca, mas potencializado pela interatividade e escala.

Isso quer dizer que, a qualquer hora que o cliente se sentir no direito, pode muito bem avaliar sua fanpage negativamente, comentar sobre as falhas da sua empresa ou fazer uma reclamação pública nos sites pertinentes.

Excluir um comentário é uma prática imatura que pode ocasionar um print screen viral no feed de um cliente furioso, por exemplo. Por isso, grave esta dica com atenção: faça um compromisso com o seu cliente. As redes sociais não servem para mascarar os erros da sua empresa ou exaltar os acertos, mas para comunicar seus valores reais.

Se a sua empresa honra o compromisso com o cliente, basta estar preparado para prontamente responder seus comentários negativos e tomar as devidas providências para que o problema não se repita. Da mesma maneira que práticas negativas podem repercutir, as boas também.

3º Mito: Quanto mais redes sociais melhor

Negativo. Assim como conteúdo excessivo não só não gera resultado, como também pode prejudicá-lo, estar presente nas redes sociais “erradas” pode prejudicar sua empresa. O motivo é simples: cada rede social possui um objetivo diferente. Veja alguns:

  • Compartilhamento de conteúdo relevante;
  • Compartilhamento de conteúdo recente;
  • Compartilhamento de conteúdo em imagens;
  • Compartilhamento de conteúdo em texto;
  • Compartilhamento de conteúdo profissional;

Assim como ter um blog não é simplesmente escrever, estar em uma rede social não gera somente a responsabilidade de produzir conteúdo. É preciso desenvolver estratégias adequadas, que estejam alinhadas com os objetivos de marketing e possuam resultados mensuráveis.

Essa gestão estratégica leva tempo e demanda o conhecimento adequado, e se você não dispõe dos dois, é melhor recuar. Caso contrário, o resultado pode ser muito oneroso. Tanto em imagem quanto em valor.

Conclusão

Agir nas redes sociais não é diferente de produzir conteúdo: é necessário um compromisso extremo com sua persona/cliente. Descubra a interseção entre aquilo que é interessante para ele, o conhecimento da sua empresa e o objetivo da rede social. A partir daí, crie estratégias e execute suas ações. Aproveite a interatividade para obter feedback de graça. Um bom trabalho vai gerar um feedback positivo.


Confira meu último post “3 mitos comuns sobre produção de conteúdo” aqui.

Tags:, , ,