Métricas de vaidade X Métricas de verdade: saiba o que é importante mensurar para alcançar resultados relevantes

abril 22, 2019 Natália Araujo

métricas de vaidade

Todo mundo que entende de marketing digital está sempre falando sobre a importância de mensurar, mensurar e mensurar. O que nem todos falam é que existem métricas boas e métricas ruins. Mais precisamente, existem métricas que dizem algo de verdade sobre o seu marketing, enquanto outras são vazias e até mesmo enganosas. É o que chamamos de “métricas de vaidade”. 

O grande problema com as métricas de vaidade é que elas podem passar uma falsa sensação de sucesso e desviar seu olhar de coisas mais importantes. O maior exemplo disso está na maneira como as empresas mensuram seus resultados nas redes sociais. 

E aí, ficou curioso(a)? Então, fique de olho nesse post, porque vamos mostrar quais são as métricas de vaidade que você deve evitar e, de quebra, as métricas de verdade que merecem sua atenção. 

Como diferenciar uma métrica de vaidade de uma métrica de verdade

A grande diferença entre esses dois tipos de métrica é que o primeiro não tem relação real com o desempenho do negócio: as vendas, o lucro, a satisfação do cliente. Mesmo que os números de uma métrica de vaidade sejam bons, eles não significam que a empresa vai bem. Por isso, é preciso escolher indicadores de marketing com critério.

Pense, por exemplo, no caso das redes sociais. Muitas empresas monitoram o número de seguidores e curtidas na página como se isso indicasse alguma coisa sobre a relação com o mercado. Só que não indica. Você pode ter uma página com milhares de curtidas e nenhuma das pessoas que apertou o “joinha” ser um cliente de verdade. Mesmo assim, aquele número faz parecer que a estratégia de marketing está sendo um sucesso, não é mesmo?

Por outro lado, uma métrica de verdade realmente ajuda a entender como uma certa ação de marketing está impactando o negócio. Vamos falar das redes sociais de novo. Se você coloca um botão Fale Conosco na página do Facebook da empresa e monitora o número de cliques nesse botão, aí sim você tem uma informação relevante. Afinal, quem clica nele está dando um passo concreto na direção da compra. Quanto mais cliques, mais oportunidades de venda. 

Quais são as principais métricas de vaidade no marketing

métricas de vaidade

Agora que o conceito está mais claro, que tal conferir as principais métricas que não dizem nada sobre o marketing do seu negócio? Aqui vai uma lista.

1. Número de visualizações de um conteúdo

Se um conteúdo tem um milhão de visualizações, isso é bom? Ruim, não é; mas também não significa que você está realmente tendo sucesso na produção de conteúdo. Se as pessoas entram na página e vão embora depois de dez segundos, é sinal de que o material que elas encontraram lá não corresponde ao que elas esperavam ou queriam. Ou seja, chamar a atenção não significa nada, o que importa é reter essa atenção por mais tempo.

2. Quantidade de curtidas em um post social

Enquanto as curtidas no post social até são interessantes, porque demonstram algum engajamento com o conteúdo, elas não provam nada em relação ao potencial daquele post para gerar vendas. Imagine que seja um post sobre um produto ou serviço do seu negócio. Nesse caso, melhor do que receber 100 likes e só, seria receber 10 comentários de seguidores pedindo mais informações, por exemplo. 

3. Taxa de abertura de e-mail marketing

Uma taxa de abertura muito baixa pode ser um sinal de alerta, mas uma taxa de abertura alta significa pouca coisa. Quantas vezes você já abriu um e-mail na sua caixa de entrada até por engano, e nem leu direito o que ele dizia? Para o e-mail marketing, interessa muito mais observar a taxa de resposta ao CTA. Isso indica que, além de abrir o e-mail, as pessoas leram a mensagem e o seu discurso foi convincente o bastante para fazer com que elas tomassem uma ação específica.

métricas de vaidade

Quais são as principais métricas de verdade no marketing

No item anterior, já destacamos algumas contraposições às métricas de vaidade. Veja mais exemplos de métricas de verdade:

  • Taxa de conversão: a taxa de visitantes que se tornam leads, ou de leads que se tornam clientes ativos
  • Lifetime Value (LTV): a receita que um cliente gera ao longo de todo o relacionamento com sua empresa
  • Custo de Aquisição de Cliente (CAC): o quanto a empresa precisa investir em marketing para conquistar um novo cliente
  • Taxa de unsubscribe do e-mail marketing: porcentagem de pessoas que saem da sua lista de leads

Existem muitas métricas, e acompanhar todas é praticamente impossível. Você não vai querer perder seu tempo monitorando números que não significam nada, não é mesmo?

Agora, conte para gente: quais métricas de marketing digital você acompanha na sua empresa? Consegue identificar alguma métrica de vaidade? Responda nos comentários!